Para as Organizações

As organizações de todos os setores atravessam um período – ou talvez entraram definitivamente em uma nova fase – de grande transformação.
As palavras do momento para as organizações que buscam crescer e fortalecer-se são: redes, horizontalidade, auto-gestão. Muitos apontam para uma nova direção, em que será importante, acima de tudo, a autonomia, a compreensão do propósito do indivíduo e do grupo, e a conexão entre diferentes grupos. Essa nova direção, todos desejam, será competente para compor um todo mais rico, mais complexo, mais eficiente e mais adaptado ao fluxo enorme de informações disponíveis – sempre crescente.
Como processo transversal, presente em tudo isso – é mais do que claro – está o Diálogo. O próprio futuro da economia e da sociedade está em revisão profunda, e o que conduzirá todos esses movimentos a bom termo será a qualidade do Diálogo que seremos capazes de realizar.
As organizações percebem que as cadeias de comando e controle já não conseguem dar respostas eficientes aos desafios atuais. No entanto, sentem-se inseguras para dar novos passos.
Mas há diversas práticas de Diálogo criam novas possibilidades de organização e gestão.
A Escola de Diálogo realiza programas de implantação da Cultura de Diálogo; oferece capacitação e formação em Diálogo para os gestores; trabalha com uma GESTÃO DA SUBJETIVIDADE, que fortalece tanto o sentido individual quanto o coletivo dos participantes. Criou a INTERVISÃO, para incluir harmonicamente visões diversas e ultrapassar conflitos. Desenvolve uma TEORIA DA MUDANÇA BASEADA NO DIÁLOGO.
O Diálogo faz toda a diferença para a sua organização.

Os comentários estão encerrados.